terça-feira, 1 de agosto de 2017

Voe passarinho, voe!

Dezesseis anos atrás uma certa camiseta trazia bordado o seguinte texto de Guillaume Apollinaire:

“Venham até a borda, ele disse. 
Eles disseram: Nós temos medo. 
Venham até a borda, ele insistiu. 
Eles foram. 
Ele os empurrou... 
E eles voaram”

Éramos jovens quando a vestíamos, mas a mensagem continua ecoando...
E, talvez, ela seja muito mais importante nesta fase da vida daqueles jovens, agora, adultos. Hoje, é preciso não ter medo de voar.
Difícil, não?

Ir até a borda e contemplar o mundo é desafiador!
Será que temos medos de enxergar que nossas possibilidades vão além do horizonte? Que tal só dar uma chegadinha na borda?
Primeiro observe. Depois sinta! E, se ninguém te empurrar, alce voo!

Embora estejamos em um mundo de escolhas amarradas, ainda temos algumas escolhas!



Nenhum comentário:

Postar um comentário